6 motivos para ter um fornecedor de moda evangélica para a sua loja

O segmento de moda evangélica – que inclui roupas consideradas “comportadas”, contempla principalmente as mulheres que seguem as religiões protestantes, pentecostais e neopentecostais. Essa área vem crescendo consideravelmente no país nos últimos anos.

Parte considerável da evolução do comércio varejista deste setor se deve ao crescimento de seguidores dessas religiões no país. O crescimento deste segmento está fazendo faz com que os comerciantes ofereçam a chamada moda evangélica em seus estabelecimentos, mesmo que trabalhem com outros tipos de públicos.

Confira 6 motivos para ter um fornecedor de moda evangélica

1 – Crescimento de fiéis

Em 2012, o número estimado de evangélicos no país era de aproximadamente 55 milhões. A projeção é que, até 2020, esta quantidade supere 100 milhões de pessoas – de acordo com a ExpoCristã, maior feira de produtos evangélicos.

Já o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que de 2000 a 2010 o número de evangélicos cresceu cerca de 60% no país.

2 – Sucesso nas vendas

O crescimento dos seguidores de religiões evangélicas no país reflete diretamente na evolução do segmento de moda “comportada”.

A Associação de Lojistas do Brás – SP (Alobrás) aponta – em pesquisa realizada em agosto de 2014 – que a moda evangélica cresceu cerca de 20% nos últimos 12 meses, na região.

Estima-se ainda que o mercado de produtos evangélicos, que inclui a “moda comportada”, movimenta mais de R$ 15 milhões ao ano, conforme dados levantados pelas próprias igrejas.

Por estas amostras é possível ter uma nítida ideia de quanto um comerciante pode beneficiar o seu negócio incluindo fornecedores de moda evangélica entre os seus parceiros.

3 – Diversificação de produtos

Investir em moda evangélica é uma forma de diversificar as ofertas do seu comércio, já que muitos outros segmentos estão saturados. Um exemplo é o comércio de calças jeans ou mesmo da considerada “modinha” feminina. Shopping centers, comércios de rua e lojas online oferecem, em sua maioria, “modinha” feminina. Faça a diferença investindo nesse segmento!

4 – Facilidade em vender

Outro bom motivo de contar com um fornecedor de moda evangélica no seu negócio é a facilidade de vender as peças para o público em questão. Os evangélicos prezam mais pela boa qualidade da roupa do que por marca ou por tendências ditadas pelo mundo internacional da moda.

Além disto, a demanda de devoluções e trocas costuma ser menor quando comparada a outros estilos de moda feminina – já que as mulheres que seguem religiões evangélicas não exigem que as roupas modelem ou destaquem determinada região do corpo. A modelagem das roupas “comportadas” tende mais aos cortes retilíneos, por isso, a mesma peça pode servir em mulheres com corpo totalmente diferentes.

5 – Nova geração de fiéis

O público conhecido como “novos evangélicos” também fazem com que a moda “comportada” venda mais. Mesmo seguindo os preceitos das religiões em relação às vestimentas, os seguidores mais jovens não abrem mão da variedade no guarda-roupa.

Assim, o público evangélico também consome bastante – o que aumenta os lucros do comerciante que atua neste segmento.

6 – Evangélicos X Não Evangélicos

Mais um bom motivo para ter um fornecedor de moda evangélica é que as peças podem cair no gosto de pessoas que não seguem essas religiões. Saias semilongas, camisas, pouco decote, sapatos baixos e outros modelos também serve outros estilos de consumidoras – o que pode fazer os seus lucros crescerem ainda mais!

Você está à procura de um fornecedor de moda evangélica? Acesse nosso site e conheça a Obzee!