Aprenda como fazer a decoração de loja de roupas de acordo com seu público

O mercado da moda é um dos segmentos que sustentam a economia do país e, pelas estatísticas atuais, goza de muito boa saúde. Porém, apesar do fortalecimento da área, as pessoas que se aventuram a trabalhar com moda precisam estar atentas a algumas dicas para que não percam energia investindo em mercados que não darão retorno.

O sucesso de um empreendimento nessa área passa pela iniciativa de conseguir captar as demandas e oferecer o que o cliente busca de forma mais acertada possível. Um dos pilares a serem trabalhados em uma loja é o da decoração. Entenda a importância de elaborar uma decoração de acordo com o seu público:

Como fazer a decoração de loja de roupas de acordo com seu público 

1) Conheça seu público

Primeiramente, para saber que tipo de decoração trabalhar para direcionar a um determinado público, é preciso conhecer esse público. Uma pesquisa pode ser feita tomando vários aspectos como apoio, como por exemplo o tipo de pessoas que mais procuram a sua loja.

Dentre todos, pode-se extrair uma tendência, observando como se vestem e o que mencionam em suas procuras. Para essa missão, funcionários bem treinados podem fazer uma análise de acordo com a movimentação da loja nos primeiros dias e direcionar as informações para quem estiver destacado para elaborar a decoração; o ideal seria fazer antes da inauguração da loja, mas se caso o objetivo seja uma mudança de algo já estabelecido, esse procedimento pode ser eficaz.

2) Trabalhe a identidade visual usando cores apropriadas, texturas e letreiros

Para o público feminino é mais indicado investir em tons pastéis para a maior parte das paredes, pois são neutras e não sobrecarregam o ambiente. Com esse fundo mais neutro, aplique cores mais fortes para dar mais vida e use pitadas de tons mais claros em algumas partes, ou cores que estejam presentes no logotipo de sua marca.

Crie um balanço entre o neutro e a identidade da sua loja, personalizando sem sair da sobriedade. Para a fachada, letreiros cromados e fundo em madeira oferecem a sobriedade atemporal, podendo ser contrabalanceada com uma vitrine de decoração mais moderna.

3) Capriche na iluminação

É importante que após a escolha das cores e texturas de paredes e móveis tenha-se uma boa iluminação para amparar o visual; afinal de contas, o que vemos é a luz sobre os objetos. Opte por luzes mais fortes nos corredores e provadores e luzes mais amareladas nas vitrines. As lâmpadas halógenas incandescentes são as mais usadas por lojistas, pois são as mais próximas da luz solar, o que permite que as cores sejam vistas de forma mais natural. São mais caras, mas duram mais e gastam menos.

4) Atente-se para layout da loja e organização geral das peças e utensílios

Separe um tempo para pensar na entrada da loja, bem como na disposição dos produtos em vitrines e nos corredores. Pense se terá a utilização de araras ou de prateleiras, conforme o tipo de fluxo que você identificou. Araras sugerem maior possibilidade de autonomia do cliente, portanto, são mais indicadas.

Os manequins devem possuir alturas medianas e devem ficar ao alcance dos clientes, para que tenham a possibilidade de tocar, comparar cores e texturas; devem olhar para os manequins e se imaginarem na mesma roupa. Não economize em manequins mal feitos, pois jogarão o aspecto da roupa para baixo: eles devem valorizar cada peça.

5) Ofereça liberdade ao cliente

O que o cliente deseja é ter uma experiência completa de compra. Evite deixar ambientes carregados de manequins e roupas, transformando assim o local em um ambiente difícil de circular e enxergar as peças. Não é preciso colocar toda a coleção no mesmo ambiente, optando por amostras de peças que instiguem a curiosidade.

Os caixas de pagamento devem estar dispostos em outra localidade para que não se quebre o clima lúdico da compra; discussões, crianças gritando, filas demoradas, podem apressar um cliente que está escolhendo uma roupa e esse se desmotivar a levar mais peças por temer a fila, ou mesmo ir embora.

6) Garanta conforto e boa estrutura

Após a escolha das roupas, o comprador precisa sentir ainda bem atendido quando vai ao provador. Os provadores precisam ser espaçosos, ventilados e com iluminação adequada para a visualização das peças. Uma sugestão é deixar algumas peças complementares próximas ao provador, pois isso pode instigar o cliente a experimentar também e a chance de conversão de venda é maior. Cuidado também com o tipo de música do ambiente; na dúvida, como não se pode agradar a todos, opte por música instrumental em altura ambiente.

Lembre-se, enfim, que decoração é todo um conceito de climatização para que o cliente se sinta bem-vindo. Acertar nessa parte do negócio é tão importante quanto oferecer peças bonitas e com preços agradáveis.